Pulando de ilha em ilha no Reino Unido

Avalie este item
(0 votos)
Escrito por  Publicado em Entretenimento Quarta, 30 Agosto 2017 17:49

A costa do Reino Unido possui mais de seis mil ilhas. São ilhas tropicais (sim, você leu direito!), históricas ou selvagens, cada qual com características únicas. Selecionamos aqui quatro excelentes opções de ilhas e os motivos para conhecê-las.

 

Para um paraíso tropical…

Isles of Scilly, sudoeste da Inglaterra
Você deve estar surpreso de ler que o Reino Unido tem suas próprias ilhas tropicais. Mas é isso mesmo. Aninhadas no meio da quente Corrente do Golfo, 28 km ao sul de Cornwall, as cinco ilhas habitadas e muitas outras desertas do arquipélago de Isles of Scilly (link is external) possuem um clima agradável e morno, o que resulta numa surpreendente variedade de fauna e flora. Tresco, a segunda maior ilha, é o lar de belas praias de areia branca e do exótico Abbey Garden (link is external), um espaço aberto no qual você pode passear entre árvores e flores tropicais. A maior das ilhas de Scilly, St Mary's (link is external), possui monumentos antigos, variando de túmulos do período neolítico a fortificações da Guerra Civil Inglesa.

 

Como chegar: Ferries de passageiros saem regularmente de Penzance, em Cornwall. Você também pode experimentar uma vista aérea, pegando os Skybus para as ilhas – essas pequenas aeronaves partem dos aeroportos de Land's End, Newquay e Exeter.

 

Para fósseis e festivais…

Isle of Wight, sul da Inglaterra
Se você é fã de dinossauros, festivais ou regatas – ou todas essas opções –, a ilha de Wight (link is external)é um endereço a visitar. Os aficionados por paleontologia vão se esbaldar ao descobrir que essa é uma das áreas mais ricas em fósseis de dinossauros de toda a Europa. No museu Dinosaur Isle (link is external), faça um passeio pelas pegadas petrificadas de dinossauros e participe de uma busca aos gigantes pré-históricos em Brook Bay, onde uma floresta fossilizada de árvores aparece magicamente sob as ondas na maré baixa. A ilha é também famosa por seu festival de música. Todo mês de junho, milhares de pessoas chegam de ferry para participar do Isle of Wight Festival (link is external), que recebe um impressionante elenco de bandas. Entre os que tocaram aqui em anos recentes estão Red Hot Chili Peppers e Calvin Harris. O festival de 2018 acontecerá entre 21 e 24 de junho.

 

Como chegar: Os serviços de ferry para a ilha partem de Portsmouth, Southampton e Lymington. A viagem de Londres para os portos dura cerca de duas horas.

 

Para a paisagens selvagens e acidentadas…

Isle of Skye, Hébridas Interiores, costa oeste da Escócia
Você realmente pensa que entrou em outro mundo quando chega a Skye (link is external), a maior das Ilhas Hébridas Interiores da Escócia. As paisagens não se parecem com nenhuma outra do Reino Unido, e sim com algo imaginado por J.R.R. Tolkien para O Senhor dos Anéis – aliás, são locais tão singulares que foram usados em vários filmes de sucesso. A ilha tem numerosos lagos, pântanos e “munros” (montanhas com mais de 900 metros), o que faz dela um paraíso para os caminhantes e alpinistas. Outro passeio imperdível é a viagem de barco que sai de Elgol e visita o cenário de fiordes de Loch Coruisk. Também não dá para perder a falésia de Kilt Rock, as formações rochosas pontiagudas do Old Man of Storr, os penhascos de Quiraing e as Black Cuillins – a cadeia de montanhas mais irregular da Grã-Bretanha.

 

Como chegar: Não há ferrovias em Skye, mas duas estações de trem no continente (em Mallaig e em Kyle of Lochalsh) estão bem próximas e o restante da viagem é feito de ônibus. O trem entre Inverness e Kyle of Lochalsh leva duas horas. Há também os ferries de passageiros para a ilha de Skye que saem da Escócia continental, nos portos de Oban e Kennacraig, em Argyll, e de Mallaig e Ullapool, nas Highlands.

 

Para curtir a história…

Anglesey, costa norte do País de Gales
A paisagem variada de Anglesey (link is external) é testemunha de exuberantes histórias de lendas e romances, com um patrimônio de séculos de realeza. A ilha recebeu o Duque e a Duquesa de Cambridge como residentes por um período de três anos antes de eles se tornarem pais. Ali, o casal curtiu as caminhadas pelas belas paisagens da costa e a privacidade proporcionada pela tranquilidade de Anglesey. O ar romântico da ilha também tem raízes históricas. A bela Llanddwyn Island, colada em Anglesey (anexa ao continente, mas inacessível na maré alta), foi o lar de St Dwynwen, santo galês patrono do amor que viveu aqui no século 5. As ruínas da capela de S. Dwynwen podem ser vistas até hoje. Anglesey também é o endereço da vila (e sua estação ferroviária) com o maior nome do Reino Unido: Llanfairpwllgwyngyllgogerychwyrndrobwllllantysiliogogogoch.

 

Como chegar: A cidade de Holyhead on Anglesey fica a quatro horas de trem da estação de Euston, em Londres, com uma baldeação em Chester.

Visto 291 vezes Última modificação em Quarta, 30 Agosto 2017 18:39